domingo, 28 de outubro de 2012

Santa paciência


 Não, não quero ter filhos. Nunca quis, nunca sonhei com isso, nunca foi algo que desejei. 
 As pessoas têm de pôr na cabecinha que nem todos somos iguais, que não temos todos os mesmos sonhos, os mesmos objetivos. Sinceramente estou farta de ter de me justificar, farta das conversas da treta em que me dizem que ser mãe é a melhor coisa do mundo e que eu tenho muita lábia mas que daqui a uns anos vou estar bem casada e grávida. Estou farta dos berros histéricos quando digo que não pretendo ter filhos, da cara de choque, do "Como é possível? (sim aconteceu-me no outro dia uma gaja dar um berro enorme a dizer " O quê? Tu não queres mesmo ter filhos?!"). Farta de dizerem que o papel da mulher é ter filhos, de me perguntarem quando é que caso, de se rirem com as minhas convicções, abanarem a cabeça e dizer que é fruto da idade. Sim tenho 22 anos, sou nova mas não retardada, se digo que não quero ter filhos não é porque é giro e tal e porque é moda, mas sim porque é algo pensado, refletido, algo que faz parte de mim. A sério que já tentei mudar de ideias mas não consegui, sempre que me imagino com um puto ranhoso nos braços aquilo dá-me a volta à cabeça: dar cabo do meu corpo, das minhas noites, do meu dinheiro, da minha paciência, ter que aturar as birras e as parvoíces da adolescência, ficar com o coração apertado sempre que ele sai, gastar mais dinheiro correndo o risco de aquilo não servir para nada e de o puto dar de frosques sem querer saber dos pais?!
 Respeito quem queira, mas não obrigada!
 





68 comentários:

  1. E cada um é livre de ter a sua opinião e a sua vontade, pelo que não percebo essas pessoas que entram em estado de choque!

    ResponderEliminar
  2. As pessoas acham que é tudo igual e que somos tomos iguais. Irrita mesmo!

    ResponderEliminar
  3. Que parvoíce... Não vejo onde está o mal de não se querer ter filhos!

    ResponderEliminar
  4. *Há gente que não os quer e tem-nos para depois os tratar mal... Mais vale não os ter!

    ResponderEliminar
  5. Não tens de te justificar perante ninguém, a vida é tua e tu é que sabes o que fazes dela!

    Já eu gostava de ter filhos e não gostava que acontecesse muito tarde :)

    ResponderEliminar
  6. Como eu te compreendo! Eu também sempre disse que não queria ter filhos - até pode ser que um dia mude de ideias, mas até agora não sinto nem nunca senti qualquer instinto maternal. E agora que estou casada, explicar isso torna-se ainda mais complicado porque as pessoas não compreendem porque é que eu, ainda por cima casada, não quero ter filhos. Já me chegaram até a dizer que por não querer ser mãe era menos mulher.

    E eu é que não consigo compreender como é que há pessoas que são pais quando se nota, nitidamente, que não nasceram para isso. Quando não têm paciência para os filhos, quando não os amam, não os acarinham e não os educam. Se é para ser mau pai ou mãe, não vale a pena tê-los. Mas isso ninguém vê, preferem estar sempre a carregar na tecla de "A Karina não quer ser mãe, não merece viver!"

    ResponderEliminar
  7. Tens toda a razão. Se não tens como sonho ter filhos, não tens de os ter. Aliás penso mesmo que se não queres, não os deves ter. Mas também me meteu impressão como falaste duma criança. Tratar por "puto ranhoso" e dizer tudo o que ele te ia tirar, mas filhos também devem dar muito. Respeito a tua opinião, mas a forma como descreveste o que um filho te ia fazer deixou-me um pouco em choque.

    ResponderEliminar
  8. É uma opção como outra qualquer, ainda que não concorde que os filhos tenham de ser exactamente aquilo que dizes dos putos.
    E se mudares de ideias, também é normal. Nós mudamos todos os dias (e não só de ideias).
    Não temos é de ouvir, a toda a hora, que nós estamos errados e os outros é que estão certos. É uma seca. :/

    ResponderEliminar
  9. Pronto, talvez eu seja a tradicional mulher que vejo que as vantagens superam as desvantagens ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Eu quero ter filhos, mas só aos 30 anos, antes quero triunfar na carreira e viajar e também tenho de justificar sempre isso as pessoas, pq elas não percebem o facto de eu meter a carreira à frente. São opções.

    ResponderEliminar
  11. Há que sabe saber respeitar, tão simples quanto isso.
    Enfim, há pessoas que ainda não encaixaram isso na cabeça !

    ResponderEliminar
  12. Cada um faz o que quer. Penso como tu: cada um sabe o que quer!

    ResponderEliminar
  13. Nada contra ao facto de não quereres ter filhos. Cada um é livre de querer o que bem entender e nem todos temos que querer as mesmas coisas (iria ser bonito andarmos todos atrás do mesmo...), mas, tenho de ser sincera, essa tua visão da criança é um pouco assustadora e incomoda-me um pouco. Pode haver tudo isso, mas acredito que existam muitas outras coisas que compensam as noites mal dormidas como a primeira vez que te chama de mãe, que dá o seu primeiro passo, os dias em que acorda e dá-te um abraço... No meio do mau há sempre algo bom.

    ResponderEliminar
  14. cada um é como é e tem as suas opinioes e opçoes ! se não queres não os tens e ninguem tem nada haver com isso!
    é como eu dizer que não tenho o desejo de casar pela gigreja. oposto qe quando o verbalizar as pesoas vão ficara olhar para mim com cara de parvas mas pronto...

    ResponderEliminar
  15. Sou como tu. Acho que, comigo, nunca tiveram uma reacção tão chocada como as que descreveste, mas já me disseram coisas do tipo "Ah isso é o que dizes agora, daqui a uns anos vamos ver", e também já houve quem disse que, por tomar a pílula, posso depois não ter hipótese de engravidar, mas disseram-no com um ar todo triste, enquanto eu só pensava "E então? Isso não é bom? :D". Eu desde pequena que digo que não quero filhos, e até agora isso não mudou, nem vai mudar de certeza. Não tenho pachorra. E é estúpido dizerem que é o papel da mulher...credo, isso era antigamente! Hoje em dia cada uma tem liberdade de escolha, o que me agrada, e muito.

    ResponderEliminar
  16. Durante muito tempo disse que não queria ter filhos também. Mas hoje, apaixonada como estou, surgiu-me uma vontade enorme de constituir família com a pessoa que amo e fui aceitando que um filho tinha que ser parte disso. Hoje em dia está nas minhas perspectivas de futuro (longínquo, atenção).
    Acho que tens uma visão muito negativa da maternidade, mas se não queres passar por essa experiência é uma escolha como todas as outras, só gente muito limitada é que não aceita isso como uma opção normal e não percebe que hoje em dia as mulheres não se resumem a cadelas parideiras.

    ResponderEliminar
  17. isso depende de cada um para cada um e ngm tem nada a ver c isso :)

    ResponderEliminar
  18. Menina, concordo contigo na medida em que isso é uma opção. É verdade que poderás mudar de ideias, mas isso apenas te cabe a ti e mais ninguém.
    Ninguém tem de fazer considerações sobre as tuas opções.

    ResponderEliminar
  19. Se não queres filhos não tens. e as pessoas têm que respeitar isso (:

    ResponderEliminar
  20. A tua vontade é que conta, deixa os outros falarem, bjs.

    ResponderEliminar
  21. Ainda há muita gente parva. Já ouvi pessoas dizerem isso e não fiquei chocada nem nada do género. Ninguém é obrigado a ter filhos.
    Tenho uma amiga que ainda não tem filhos, e quando lhe fazem perguntas sobre isso responde que não pode. Assim as pessoas calam-se logo.

    ResponderEliminar
  22. É a tua opção e na tua vida mandas tu! Os outros têm que respeitar as tuas opções :)

    ResponderEliminar
  23. Não és a única a pensar em não ter filhos.
    Apesar de nunca ter sentido o relógio biológico a dar horas, a minha ideia era ter 2 filhos. Mas essa idealização foi-se pelo facto de o relógio nunca ter tocado, mas por outros motivos também importantes.
    Deixo aqui a explicação: http://inesesp.blogspot.pt/2012/08/consciencia.html

    ResponderEliminar
  24. Estás no teu direito de não querer e só têm de te respeitar!!

    xx

    ResponderEliminar
  25. Hoje em dia muitas mulheres já não querem ter filhos, são opções, eu por acaso quero muito mas isso já vai de cada um. Acho que as pessoas tem que começar a respeitar a opinoão dos outros não criticar. bj

    ResponderEliminar
  26. compreendo-te bem, também já fiz um post sobre isso :b mas só que eu como ainda sou nova não dão muita importância, mas mesmo assim às vezes já ficam chocadas por eu dizer que não quero! eu até posso vir a mudar de ideias, mas não quero.

    ResponderEliminar
  27. São opiniões e temos que respeitar :) Penso que nem todos nascemos para sermos pais

    ResponderEliminar
  28. Isso é porque ainda não encontraste o homem ideal para ser o pai dos teus filhos. eheheh
    Vá, deixa-te de ideias... não olhes pra mim, que já sou comprometido. ahahahahah

    ResponderEliminar
  29. Sabes que ainda vivemos numa sociedade retardada, é por isso que as pessoas chocam, mas cada vez mais, o papel da mulher não é exclusivamente para ter filhos.. cada uma sabe de si, são opções. Respeito.

    :D

    ResponderEliminar
  30. É uma opção como outra qualquer...
    Eu sou sincera: sempre disse que não queria filhos. Afinal, eu olhava para os putos, via as coisas que eles faziam e dizia que não queria terrores daqueles em casa a destruir tudo! Mas depois conheci o meu namorado e a minha opinião mudou... Agora sei que quero mas não me sinto obrigada a isso só por ser mulher.
    São opções, ninguém é obrigado a nada e essas decisões só têm de ser respeitadas :)

    ResponderEliminar
  31. concordo plenamente contigo, acho que cada um é livre de decidir se quer filhos ou não sem ter de levar com o olhar chocado das pessoas.

    ResponderEliminar
  32. Aconteceu-me durante muito tempo o mesmo quando dizia que não queria filhos. Hoje em dia nem respondo a quando esse é o assunto ou dou como resposta "o tempo o dirá". E é mesmo assim, se com o avançar do tempo aparecer algum por descuido não vai fora, mas planeado não pretendo.

    ResponderEliminar
  33. é normal que as pessoas tenham essa reacção,a final é uma coisa "não normal", mas têm de respeitar.

    ResponderEliminar
  34. Também não sei se quero ter filhos. Mas só o tempo o dirá...

    ResponderEliminar
  35. Nao sem qual é a minha posiçao em relaçao a este assunto. O primeiro sentimento que me vem a cabeça cada vez que penso nisso é: MEDO.

    ResponderEliminar
  36. É a tua vida e a tua vontade, como tal tem de ser respeitada!

    ResponderEliminar
  37. E estás no teu direito!!! Acho que não devemos julgar as pessoas pelo que pensam..temos que pensar que não somos iguais...e que os sonhos de uns são as frustrações de outros...
    Respeito a tua ideia linda :)

    R: o dinheiro vai para a latinha para depois gastar na casa xD hahahaha

    ResponderEliminar
  38. Não tens de te justificar ;) cada um sabe de si! Há quem queira ter filhotes e há quem não queira... praece-me perfeitamente normal!

    ResponderEliminar
  39. tens uma posição vincada e extrema! nem todos os mi´udos são assim ou descambam nisso!
    Mas se é a tua decisão, o que é que os outros têm a ver com isso?!

    gente abelhuda!

    ResponderEliminar
  40. Tou contigo, a vida é tua...

    Se namoras, quando é que casas?? depois casas, quando é que tens filhos?? depois tens o 1º, quando vem o 2º?? e no meu caso com dois meninos, então não vem a menina??
    Temos que partir para a ignorancia.. e nem sei para que te chateiam com isso se ainda andas a estudar e só tens 22 anos, vive a vida, só tempos uma!

    Beijo

    ResponderEliminar
  41. Eu nunca tive instinto paternal e sou o pai mais babado do mundo! :)

    As opiniões em relação a esse tema não têm qualquer valor, cada um é livre de seguir o seu caminho.

    Beijo grande!!!



    ResponderEliminar
  42. Eu percebo perfeitamente a tua posição, e não julgo, até porque eu acho bem no fundo o mesmo que tu...só que por vezes a força da sociedade fala mais alto...acho mujito bem que sigas as tuas convicções :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  43. Querida, este é o meu novo blogue :)

    ResponderEliminar
  44. Obrigada, espero que sim ! :)
    Cada um tem a sua opinião, não tens de dar satisfações a quem não compreende.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  45. Eu quero ter filhos, mas não julgo quem não queira, cada um sabe de si e do que quer para a vida e penso que ser mãe já faz parte da personalidade de cada uma (:

    ResponderEliminar
  46. Junto-me ao clube das mulheres que não sonham ter filhos. Não digo que não os terei, posso mudar de ideiais, claro, mas não é um objectivo a curto, médio prazo. Se os tiver será só depois dos 30. Logo se vê. Presentemente é coisa que não me tira o sono nem pondero sequer.
    Mas, sim, ninguém aceita lá muito bem quando digo que não quero ter filhos e passam a vida a chatear com aquelas odeiosas perguntas "e filhos, para quando?".

    Bjokas

    ResponderEliminar
  47. Percebo-te perfeitamente, tenho exactamente a mesma ideia, aliás não só em relação aos filhos mas também a casamentos, que sou completamente contra! e claro, respeito quem tem opiniões contrárias

    ResponderEliminar
  48. como eu digo sempre «cada qual é que sabe o que o faz feliz!» ... e 'tá tudo dito :)

    ResponderEliminar
  49. Essa 'coisa' de dizerem "ah isso é da idade, ainda te passa!" para mim é uma completa treta (e desculpa a expressão)! Apesar de não ser muito mais velha que tu, penseo exactamente da mesma maneira de quando tinha 21 ou 22 anos. Somos adultas, seguras de nós próprias e ninguém tem nada a ver com as nossas opções! Se um dia 'te passar' com a idade ninguém terá nada a ver com isso e ninguém terá de te criticar! A vida é tua e aquilo que tu fazes com ela só a ti te diz respeito!

    E tenho dito :)

    http://porqueequeeutbjatenhoumblog.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  50. Mal possa descanso logo! Ah pois é... Já viste o que faço aos meus seguidores? :p

    ResponderEliminar
  51. Pois, conheço pessoas que andam na faculdade e sei o drama que isso é! :|

    ResponderEliminar
  52. Opá, pensa na velhice. Quem é que te vai pagar o lar? ahahah

    ResponderEliminar
  53. Engraçado, sinto-me exactamente da mesma maneira que tu. Pelo menos, por enquanto. Mas não me imagino, nem num futuro. Beijinhos

    ResponderEliminar
  54. Olá! Eu tenho uma filha, não me imaginava sem ela e desejei muito ser mãe. Adoro e sou das que diz que isto de ser mãe é do melhor do mundo. Porque era um sonho. Mas admiro quem não tem como objectivo de vida este lado mais maternal. Admiro e reconheço todas as desvantagens que enumeraste: "dar cabo do meu corpo, das minhas noites, do meu dinheiro, da minha paciência, ter que aturar as birras e as parvoíces da adolescência, ficar com o coração apertado sempre que ele sai". Admiro acima de tudo a coragem de admitirem que não porque de facto vivemos numa sociedade de complexos e preconceitos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  55. E fazes tu muito bem em seguir os teus sonhos e vontades.
    Contudo, lembra-te: és muito novinha e nunca se deve dizer 'NUNCA'.
    Basta o agora.

    O futuro, esse desconhecido, não vale a pena discutir por causa dele.
    Tanta coisa muda...

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  56. É uma opinião a ser respeitada :) Confesso que ainda não penso muito sobre esse assunto. Beijinho*

    ResponderEliminar
  57. Supostamente nós mulheres devemos ter uma carrada de filhos e se dizemos não a isso somos vistas como aberrações.

    São opções e devem ser respeitadas!

    ResponderEliminar
  58. Cada um sabe de si. Até podes mudar de ideias daqui a uns anos, mas ninguém tem nada que te melgar por causa desse assunto. Se quiseres, queres. Se não quiseres, não queres. Que raio de mania que toda a gente tem de se meter na vida dos outros!

    ResponderEliminar
  59. Olha há muitos pais que são péssimos pais, por isso mais valia nem o serem e terem consciência de que não nasceram para ser pais. Quando era mais nova, sempre disse que não queria filhos, mas agora não me importava nadinha!

    ResponderEliminar
  60. Eu quero ter filhos qunado for mais velha mas confesso que também tenho medo destas coisas.

    ResponderEliminar
  61. Eu até gostava de ter filhos , mas não queria muito engravidar +.+
    Acho que , se puder , ainda vou adoptar uma criança , embora às vezes elas causem alguns problemas :s baaah , não sei ^^

    ResponderEliminar
  62. Podia ter sido escrito por mim! Mas tal e qual ;)
    *Ás vezes penso que sou a única a pensar assim e que sou doida varrida ahaha mas sou assim e não há nada a fazer!

    ResponderEliminar
  63. Sinceramente, acho que não tens de justificar nada a ninguém. É uma opção tua e as pessoas que te rodeiam só tem de respeitar, não de compreender.

    ResponderEliminar